Estado Islâmico reivindica ataque que matou 2 em Londres

O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) reivindicou a autoria do ataque a facas que deixou dois mortos na última sexta-feira (29/11/2019), em Londres. O esfaqueamento ocorreu na London Bridge e a polícia local, que ainda não se manifestou após a declaração do EI, já tratava o incidente como ataque terrorista.

A polícia antiterrorismo do Reino Unido passou o sábado buscando pistas sobre como um homem preso por terrorismo, e que foi solto no ano passado, conseguiu esfaquear as pessoas antes de ser finalmente controlado por pedestres e posteriormente morto por policiais.

O ataque
Duas pessoas foram mortas e outras 12 ficaram feridas em ataque a facas na Ponte de Londres, no centro da capital britânica. O agressor acabou morto a tiros pela polícia londrina. O caso, desde o início, foi tratado pelas autoridades como terrorismo.

O incidente, segundo a mídia local, só não foi ainda mais grave porque pessoas que passavam pelo local lutaram com o homem e conseguiram jogá-lo ao chão. Foi só então que a polícia pôde atirar para impedir o prosseguimento da ação.

“Posso confirmar que (o ataque) é considerado como um ato terrorista“, afirmou Neil Basu, da polícia antiterrorista. “O suspeito, um homem, foi ferido a tiros pelos oficiais armados da polícia de Londres e posso confirmar que morreu no local”, completou.

O post Estado Islâmico reivindica ataque que matou 2 em Londres apareceu primeiro em Metrópoles.

Ver fonte
Autor: Guilherme Waltenberg