Polícia pede prisão de mulher que matou jovem ao fugir de blitz

Após um jovem de 24 anos morrer atropelado por uma mulher que fugia de blitz da Lei Seca, a Polícia Civil pediu a prisão de Karla Vasconcelos, acusada pelo crime. O caso aconteceu na última quinta-feira (24/10/2019), no Rio de Janeiro. A tentativa de fuga da motorista ficou registrada em vídeo feito por testemunhas. A informação é do jornal O Dia.

Jonathan Lima da Silva (foto em destaque) voltava pra casa de moto quando foi atingido pelo veículo de Karla, que vinha na contramão. Ele chegou a ser levado ao hospital, mas morreu horas depois.

“Era um jovem trabalhador, morava com os pais e ajudava no sustento da casa. Comprou a moto tem três anos com o dinheiro do trabalho de telemarketing e nunca tinha sofrido um acidente. Os pais estão à base de calmantes”, afirmou Ricardo Lima, tio do rapaz.

Indiciada e liberada

Inicialmente, o caso foi registrado na 35ª Delegacia de Polícia (Campo Grande), que atua como central de flagrante na madrugada. Na ocasião, Karla chegou a ser indiciada por homicídio culposo, ou seja, sem intenção de matar. Porém, acabou liberada com o pagamento de uma fiança de R$ 1 mil — mesmo com os depoimentos de agentes da Lei Seca afirmando que ela somente não fugiu do local porque foi contida por populares.

Contudo, a história seguiu para a 33ª DP (Realengo) e recebeu nova interpretação. “Ontem (quinta-feira) foi um dia de muita tristeza. Ele não chegava, a minha cunhada ligando, mas o celular dele quebrou no acidente”, contou o tio de Jonathan.

“Depois, conseguiram contato com o irmão dele. Aí, ele ficou sabendo do acidente. Foi um baque. Era um garoto querido na família, quando nos reuníamos era uma alegria. Infelizmente essa alegria não é mais a mesma”, completou Ricardo Lima.

O post Polícia pede prisão de mulher que matou jovem ao fugir de blitz apareceu primeiro em Metrópoles.

Ver fonte
Autor: Thayná Schuquel