Suspeito de atacar sede do Porta dos Fundos está na Rússia, diz TV

A Polícia do Rio descobriu que Eduardo Fauzi Richard Cerquise, suspeito de participar do atentado à produtora do Porta dos Fundos, está em Moscou, na Rússia. A informação foi divulgada nesta 5ª feira (2.jan.2020) pela TV Globo.

Fauzi teria viajado na tarde de 29 de dezembro para Paris, 1 dia antes de ter seu mandado de prisão expedido. Imagens de câmeras de segurança mostraram que ele chegou de táxi ao Aeroporto Internacional Tom Jobim, na zona norte do Rio de Janeiro.

Receba a newsletter do Poder360

A polícia do Rio já pediu a inclusão do nome de Fauzi na lista de procurados pela Interpol. Segundo a TV Globo, o empresário tem uma namorada que mora em Moscou.

As autoridades chegaram a anunciar que acionariam o Estado de Santa Catarina na busca pelo suspeito. Isso porque ele teria dito a amigos, por meio de 1 aplicativo de mensagens instantâneas, que estaria em Florianópolis.

O suspeito está foragido desde o dia 31 de dezembro de 2019. Ele publicou 1 vídeo na internet no qual chama os integrantes da produtora de “criminosos, marginais e bandidos”.

Expulso de organização

No último dia de 2019, a Frente Integralista Brasileira decidiu expulsar Fauzi de seu quadro de integrantes.

“Após a eficiente apuração da Polícia Civil do RJ, fomos surpreendidos com a revelação que o Sr. Eduardo Fauzi foi apontado como uns dos autores do ataque criminoso a um prédio no Rio de Janeiro. O Conselho Diretivo Nacional da FIB, em reunião extraordinária, decidiu em caráter irrevogável expulsá-lo das fileiras da FIB”, disse a organização, em comunicado.

Ver fonte
Autor: Poder360