Três apreensões de drogas durante o desfile do 7 de Setembro

No primeiro 7 de Setembro de Jair Bolsonaro como presidente, três apreensões de drogas foram realizadas nos arredores do desfile, na Esplanada dos Ministérios, neste sábado (07/09/2019). Além disso, até as 11h, o Corpo de Bombeiros (CBMDF) havia feito quatro atendimentos.

A primeira apreensão ocorreu na Plataforma Inferior da Rodoviária. Um homem foi detido com entorpecente, segundo a polícia, provavelmente maconha. Então, ele foi levado à 5ª Delegacia de Polícia (Asa Norte). Depois de assinar o Termo Circunstanciado, o rapaz acabou liberado.

Já na via S1, em frente ao Itamaraty, seis jovens foram abordados. Um deles, de 20 anos, estava com duas porções de maconha. Outro adolescente estava com um canivete e um estilete, recolhidos pela polícia. Mais tarde, em frente ao Teatro Nacional, seis pessoas sofreram revista. Duas delas, um maior de idade e um adolescente, estavam com drogas — até o momento da publicação da matéria, o entorpecente não havia sido identificado.

Uma das principais plataformas de Jair Bolsonaro como candidato a presidente foi o combate ao tráfico de drogas. Também se mostra intransigente quando o assunto é usuário ou o uso medicinal da maconha.

Atendimentos

Enquanto isso, o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) fez quatro atendimentos durante o desfile. O primeiro teve como vítima uma gestante, que tropeçou e caiu. A corporação a levou para o Hospital Regional da Asa Norte. Não há notícias sobre o estado da paciente. Outra queda aconteceu com uma idosa, mas ela foi prontamente atendida e não precisou de transporte.

Em outros dois casos, as vítimas tiveram um mal súbito — uma delas, idosa, e outra por causa de hipoglicemia. Entretanto, as duas receberam cuidados no próprio ponto montado pelos bombeiros no local.

O post Três apreensões de drogas durante o desfile do 7 de Setembro apareceu primeiro em Metrópoles.

Ver fonte
Autor: Nathália Cardim